Avaliação de Desempenho dos Gestores Públicos (ADGP)

É o processo de avaliação de desempenho do servidor ocupante de cargo de direção ou chefia, cujo principal objetivo é aprimorar a atuação dos gestores por meio do desenvolvimento de competências gerenciais, contribuindo para a profissionalização da gestão pública e melhoria dos serviços públicos prestados pelos órgãos e entidades pertencentes à Administração Pública Direta, Autárquica e Fundacional do Poder Executivo de Minas Gerais.

O processo de Avaliação de Desempenho dos Gestores Públicos (ADGP) é regido pela Lei Complementar nº 71, de 30 de julho de 2003, e regulamentado pelo Decreto nº 44.986, de 19 de dezembro de 2008, competindo à Diretoria Central de Gestão do Desempenho, a normatização e coordenação da Política de Gestão do Desempenho, bem como acompanhar a implementação desse processo no âmbito dos órgãos/entidades junto às unidades setoriais de recursos humanos.

Metodologia ADGP

A metodologia desenvolvida para a ADGP é diferenciada, uma vez que o foco desse processo concentra-se no desenvolvimento de competências específicas à função gerencial. Assim, são previstos momentos voltados ao planejamento e acompanhamento (opcional) de ações de desenvolvimento para o gestor, por meio do preenchimento de um Plano de Desenvolvimento junto à chefia imediata. Esse documento terá como referência o perfil de competências requerido aos gestores no desempenho das funções relacionadas à coordenação de programas, projetos e ações, bem como à condução das equipes de trabalho.

Além disso, nesse processo, a avaliação de desempenho por competências ocorre sob uma perspectiva 180º, não se restringindo apenas à percepção da chefia imediata do gestor. Isto é, o gestor realiza a sua autoavaliação e ainda é avaliado pela chefia imediata, bem como por membros de sua equipe.

 

Termo de Avaliação - Competências Gerenciais

Ao final do período avaliatório, o gestor é avaliado segundo um perfil de competências requerido exclusivamente para a função gerencial. O Termo de Avaliação, portanto, conterá a metodologia e o perfil de competências gerenciais, composto pelas seguintes competências:

  • Compartilhamento de Informação e Conhecimentos;
  • Competência Técnica;
  • Comportamento Inovador;
  • Gestão de Pessoas;
  • Liderança em Equipes;
  • Orientação para Resultados;
  • Visão Sistêmica.

Os gestores que não possuem equipe sob a sua coordenação não são avaliados nas competências Gestão de Pessoas e Liderança de Equipes, sendo preenchido um Termo de Avaliação específico para esses casos.

Nos casos em que houver movimentação ou alteração da chefia imediata do gestor ao longo do período avaliatório, deverá ser elaborado o Relatório Subsidiário, contendo informações que contribuirão para o preenchimento do Termo de Avaliação.